Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra H1N1 e Covid-19

15/04/2021 | FIRJAN

As duas vacinas contra a Covid-19 aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já estão sendo utilizadas no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

É o momento em que podem surgir dúvidas a respeito da CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan; e da Oxford/AstraZeneca, imunização produzida pelo laboratório britânico em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“As reações não estão descartadas, mas até agora está tudo dentro do previsto e já temos quase 18,8 milhões vacinados. Ambas foram aprovadas pela Anvisa e têm a função de proteger a população, frear a transmissão, diminuir as internações e as taxas de mortalidade”, alerta José Henrique Castrioto, infectologista e pneumologista da Firjan SESI de Petrópolis.

Enquanto os grupos prioritários começam a ser protegidos, outra campanha também promete mobilizar a população a partir deste mês de abril: a vacina contra a H1N1.

Segundo o Ministério da Saúde, é importante manter o calendário de vacinação durante a pandemia. Por esse motivo, a Firjan SESI disponibiliza para contratação a imunização contra a H1N1, com preços especiais para empresas associadas ao CIRJ e aos sindicatos filiados à Firjan.

CONFIRA TODAS AS INFORMAÇÕES SOBRE CAMPANHA DE VACINAÇÃO DA FIRJAN SESI CONTRA A H1N1 2021

Abaixo, veja 11 perguntas comuns sobre a vacinação de H1N1 e Covid-19 e confira quem pode receber as doses.

1. As vacinas contra a Covid-19 provocam alergia?

Qualquer produto químico pode causar alergia, inclusive os cosméticos comuns. Não há registro de reações alérgicas relevantes relacionadas às vacinas contra a Covid–19.

2. Posso pegar a Covid-19 tomando uma vacina que é feita com o vírus da doença?

Não. As vacinas não utilizam o novo coronavírus completo. A Astrazeneca usa fragmentos do vírus, que levam informações genéticas do coronavírus. E a Coronavac utiliza o coronavírus, mas inativado, sem capacidade de se replicar no organismo.

3. Existe algum risco em tomar a primeira dose da vacina de uma marca e a segunda de outro fabricante?

No momento, a orientação é não tomar doses de vacinas diferentes contra a Covid-19, pois ainda não há estudos que confirmem a segurança de se utilizar vacinas diferentes.

4. Depois da segunda dose, a pessoa está imediatamente imunizada?

Não. O tempo médio para a maturação do sistema imunológico é de um mês.

5. Quem tem câncer, diabetes ou alguma doença cardíaca, pode ser vacinado?

Sim. Os portadores dessas doenças estão incluídos nos grupos prioritários.

6. Quais são as principais contraindicações das vacinas?

As vacinas são contraindicadas a quem tem hipersensibilidade ao princípio ativo ou a quem já apresentou uma reação anafilática confirmada a uma dose anterior de vacina (primeira dose).

7. Depois de tomar a vacina, ainda preciso usar máscara?

É muito importante continuar usando a máscara, manter o distanciamento e higienizar frequentemente as mãos.

8. Quem já teve a Covid -19 precisa se vacinar?

Sim. A defesa oferecida pela vacina é mais potente e de qualidade diferente da provocada pela infecção natural. A vacinação não deve excluir quem teve a Covid-19 antes, embora possa se dar prioridade a quem ainda não contraiu a doença.

9. Quais são os efeitos colaterais possíveis?

Entre as reações mais comuns, dor, edema e prurido no local da injeção. Fadiga, dor de cabeça, náusea, diarreia, dor muscular, coceira e congestão nasal também podem ocorrer.

10. Posso tomar simultaneamente a vacina contra a gripe H1N1 e a vacina contra a Covid-19?

O intervalo mínimo é de 15 dias, sendo ideal aguardar o prazo de 30 dias entre qualquer dose vacinal, segundo o Ministério da Saúde e a Fiocruz.

11. Qual a importância de tomar a vacina contra a H1N1 no período de pandemia?

Em tempos de uma crise pandêmica, como ocorre atualmente com a Covid-19, uma campanha de prevenção contra a gripe não só diminui a incidência de casos de Influenza, como também facilita no diagnóstico preciso em relação ao Coronavírus. A vacinação também facilita a diferenciação entre a gripe e a Covid-19, a doença desencadeada pelo coronavírus.

Empresas interessadas em adquirir as doses contra H1N1 podem ligar para os telefones 0800 0231 231 ou 4002 0231. As empresas também contam com atendimento pelo WhatsApp: (21) 99925 0363.

Leia a matéria na íntegra.

chevron_leftvoltar